Esta é a nossa história

Por: Flávia de Souza Machado

Sozinho na rua. Parado em um canto. Todo encolhido. Tremendo. Chorando de fome e saudade do seu pai.

Essa foi à cena que Bete viu ao cruzar a esquina da rua que dava para o Shopping próximo a sua casa. Imediatamente, Bete se impressionou pelo barulho do choro de José. José tinha nove anos, pele negra, era menino de rua. Bete já havia percebido a sua presença, já tinha notado que aquela esquina era certamente uma das moradias do menino. Umas das moradias porque já tinha o visto em muitas outras esquinas, em outras ruas como se ele estivesse montando a sua própria casa.

Continuar a ler

Anúncios

Dia marcante

Por: Flávia de Souza Machado

Ele havia sumido! Sim, Ivo, meu namorado, havia desaparecido! Outro dia, ao entrar na Internet, Dona Eva, sua mãe, comunicou o desaparecimento do meu namorado. Ela me contou que desde que ele saiu da minha casa, há pelo menos 24hs,  não havia mais aparecido. Gelei! Fiquei muito preocupada.

Comecei a imaginar onde Ivo poderia estar. Sequestros, assaltos, tudo passava pela minha cabeça naquele instante. Imediatamente, tentei contato pelo telefone, porém a voz que eu queria escutar não soava do outro lado da linha. No dia seguinte, era o meu aniversário. Talvez essa fosse uma das piores sensações vividas na minha vida. Um filme começou a passar pela minha cabeça, lembrei-me de todos os momentos que vivemos, de todas as alegrias, de todos os planos e das brigas, até mesmo das brigas que tivemos eu me lembrei naquele triste e tumultuado dia.

Continuar a ler