Menino travesso

Por: Everton Rodrigues

Uma manha de domingo ensolarada na grande cidade de São Paulo, existe um adolescente apelidado Shibica, que é um garoto muito imperativo e conhecido em seu bairro pela sua alegria. As ruas de seu bairro são cheia de ladeiras e vielas.

Antes dos seus pais acordarem, quase todo domingo sozinho, Shibica pega sua bicicleta com rodinhas e brinca na rua de baixo de casa, porem sempre sai sem avisar, quando ele chega em casa recebe uma surra de chinelo; as vezes Shibica enrola seus pais com belo sorriso sempre como uma frase nova “que dia lindo mamãe, vocês descansarão bem hoje, o céu esta cheio de desenhos papai”.

Shibica sempre chega antes do meio dia. Naquele domingo Shibica foi um pouco mais longe por causa de um cachorro que brincava sozinho na rua.

Continuar a ler

Anúncios

Amor quando se precisa

Por: Everton Rodrigues

Em tempos de conflitos entre o homem e a natureza, a cidade que quase nunca chove começa receber uma força extrema da natureza quebrando fracas e fortes casas ; da janela de casa consigo ver água do mar invadindo as calçadas e ruas da zona sul da cidade do rio de janeiro, a água quem vem de cima desce o morro do Vidigal pela rochas abraçando terra, galhos e lixos.

Continuar a ler

Arte da necessidade

Por: Everton Rodrigues

Atrasado as oito da manha correndo descendo o morro, garoando suando ainda piso no esgoto, cabelo encharcado entro no ônibus lotado, aguardo na frente enquanto o povo não desce, acidentalmente molho o motorista com a água que pinga dos meus dreds , sem falar nada motorista me mira muito bravo. “Desculpa” mas parece ser em vão.

Povo começa descer, o ônibus começar a esvaziar, reconheci algumas figuras no ônibus, inclusivo o Jhony foi o primeiro, “quando devemos alguém sempre é o primeiro aparecer”. Ao lado de Jhony estava meu vizinho que só reclama do meu radio alto, no fundo a esquerda em pé, estava a linda Gabriela meu único romance com o final triste.

Continuar a ler