“CATEDRAL DE BRASÍLIA”

Por: Felizpe Frutose

Felizpe da Silva começou a conversar com os desencarnados assim que a sua avó materna morreu. Ele tinha só oito anos. Agora com 12, já está se acostumando com o seu dom. No início achou estranho, assustador. Logo entendeu que as aparições constantes dos parentes e vizinhos eram inevitáveis.

O Brasil está em processo de mudança. É dois mil e vinte seis depois de Cristo. Orlando, Gisele e Felizpe saíram do Morro da Fé, Rio de Janeiro, e foram morar no centro-oeste do Brasil. Gisele, após se especializar em geriatria, passou num concurso público e agora trabalha em um grande hospital da capital federal.

Depois do fim dos dois mandatos da primeira presidente mulher, o país ganhou o primeiro presidente negro, que só ficou um mandato. Depois dele, foi eleito o primeiro presidente assumidamente seguidor da Religião B.

A Religião A foi trazida pelos colonizadores, que a implantaram há mais de quinhentos anos. A Religião B descendeu da Religião A. Por discordâncias de doutrinas, as Religiões A e B se tornaram concorrentes. A Religião B foi ficando mais forte, e a partir do século passado, vem conseguindo mais e mais seguidores.

Diferente da Religião A, a Religião B não cultua santos.

A Família Silva se arrumou e saiu de casa de carro. Foram ver a Catedral de Brasília. Felizpe ficou encantado com um dos mais belos projetos arquitetônicos do mundo. Ficou curioso para saber como era o seu interior, mas não pode. A Catedral estava interditada. Iria ser implodida em menos de 30 minutos.

Assim que subiu a rampa do Palácio da Alvorada, o novo presidente proibiu qualquer manifestação pública de outras religiões. E nos meses seguintes, mandou destruir os principais símbolos da Religião A. A gigantesca estátua colocada no alto do corcovado, foi a primeira a vir a baixo, entre muitas outras.

Felizpe ao ver o Oscar Niemeyer nos jardins da Catedral de Brasília perguntou:

“_Como é lá dentro?”

“_É lindo!”

“_Lindo como?

“_Lindo como o céu de Brasília. Quando a projetei, quis que o céu fosse visto pelos fiéis enquanto rezavam.”

“_Quem fez os vitrais?”

“_Foi uma artista plástica francesa chamada Marianne Peretti.”

“_Me disseram que lá dentro tem três esculturas de anjos de prata. É verdade?”

“_Sim. São anjos lindos.”

“_Senhor Oscar, quando você desencarnou, encontrou algum anjo lá no céu?”

Oscar Niemeyer não conseguiu responder, pois foi interrompido pelo estrondoso barulho que fez, quando os coloridos vitrais da Catedral se espalharam pelo céu de Brasília numa terrível explosão.

Minutos depois, o novo presidente fez um pronunciamento em todos os canais de TV. Disse estar feliz com mais uma conquista da sua cruzada religiosa. Gisele teve que levar seu filho para casa imediatamente. Ela não imaginava que ele ficaria tão triste. Não sabia que ele se comunicava com os mortos. Decidiu que no Brasil não ficaria mais. Estava torcendo para conseguir uma bolsa de mestrado no exterior.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s