Pedido de Abril

Por: Alessandra Martins

Será que fugiu?

Pra onde partiu?

Com quem que saiu?

Se ele voltou, ninguém viu.

Conectei, minha filha,

para saber se alguém sabia.

Olhei  em suas páginas

Para saber e o que curtia.

Falei com os amigos,

Falei com os vizinhos,

Até falei com sua tia.

Não sei o que fazer

E nem a quem recorrer.

Me ajude, minha filha,

Sem meu filho irei morrer.

Calma, sogra.

Vai dá tudo certo.

Nós conhecemos seu filho

Sabemos que ele é esperto.

Provavelmente está bêbado

Em um boteco aqui perto.

Sogra, falei com ele agora.

Atendeu o telefone.

Não sabe onde está

E nem lembra meu nome.

Calma, minha filha!

Desculpe o tormento

Agora sorria!

E aproveite o momento

Meu filho te ama.

Ele só fez isso pra

te pedir em casamento.

De verdade não sumiu

Ele está aqui e muito fingiu

Inventamos essa história

De 1°de abril.

Então não fugiu?

Não partiu?

Não saiu?

E nem sumiu?

Um Pedido de abril?!

Desculpe-me, minha sogra.

Mas vão pra p*** que pariu!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s